MARK MILLAR: “USA O MARKETING PARA DEFINIR A SI MESMO”

* * * *
Mark Millar é um fanfarrão especializado em se autopromover. É o que Andrea Fiamma explica nesse artigo para o Fumettologica. É uma coletânea das vezes que ele aproveitou a fome por cliques do jornalismo internético para ganhar uns trocados.

Como diz Fiamma, “Millar não usa o marketing apenas para falar do seu próprio trabalho, mas para também para definir a si mesmo e alimentar a sua reputação, deixando de ser apenas um escritor para ser uma marca com o peso de uma corporação”.


Um exemplo: “para empurrar adiante a adaptação de Wanted, seu primeiro gibi a se tornar um filme, o escocês colocou para circular uma notícia de que Eminem tinha aceitado participar na versão cinematográfica do trabalho. A notícia fez a sua estreia em uma edição do Sunday Times, escrita pelo escocês, Senay Boztas (um amigo de Millar). Como ninguém se importa em checar as fontes, o furo gerou um frenesi que se retroalimentava, um hype circular que se fez falar de Wanted com mais eficácia do que uma campanha publicitária”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: