DANIEL CLOWES: “NÃO EXISTE NADA PIOR DO QUE DESENHAR COM INSETOS VOANDO AO REDOR”

* * * *
Uma hora o cara é um nerdão ranzinza; na outra, é entrevistado pela Playboy. Essa é a trajetória de Daniel Clowes, que recebeu Adam Popescu na sua casa em Piedmont, Califórnia. Serve de minibiografia comentada pelo próprio quadrinista.

Ele começa, é claro, reclamando: “não exista nada pior do que desenhar com insetos voando ao redor. Desculpa, estou me recuperando de um resfriado. Jesus, eu pareço um fumante compulsivo”.

A parte biográfica é cheia de detalhes trágicos: “em 2003, o seu médico detectou um ruído no seu coração. Três anos depois, ele descobriu que o seu coração crescia rápido demais e que logo ele morreria. Clowes passou por uma cirurgia a coração aberto que durou sete horas”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: