TOM PALMER: “VOCÊ TINHA QUE CUMPRIR OS PRAZOS E HAVIA POUCA INTERAÇÃO”

* * * *
O veterano arte-finalista Tom Palmer [trabalha na indústria americana desde 1968; só naquela época, arte-finalizou Gene Colan em Tomb of Dracula e Neal Adams em The Avengers] foi entrevistado por Alex Dueben, no The Comics Journal

Palmer chegou a Doctor Strange #171, seu primeiro trabalho com quadrinhos, por uma trilha de contatos. Ele trabalhava em uma agência de publicidade com Jack Kamen, ex-artista da EC. Precisando de dinheiro, perguntou para Kamen sobre contatos nos quadrinhos. Kamen indicou Palmer para Wally Wood, que fez ele desenhar algumas páginas de Jungle Jim

Aí Wood indicou Palmer para Joe Orlando, que “passou a dica para o seu amigo, Mike Esposito”, que fez ele “arte-finalizar uns cenários de um gibi da DC no qual estava trabalhando”. E Esposito jogava pôquer com Sol Brodsky, um dos editores da Marvel. 

Palmer arte-finalizado Colan em Tomb of Dracula
É uma história gigante, mas não é só dela que Palmer fala. Ele também comenta sobre a sua amizade com alguns dos desenhistas que arte-finalizou, principalmente Gene Colan [com quem colaborou com mais frequência] e John Buscema.

É uma amizade que vem da Marvel setentista: Nos anos 60, “você tinha que cumprir os prazos e manter o processo com pouca interação. Isso mudou nos anos 70, quando os quadrinistas se juntaram e mais amizades se desenvolveram. Existiam várias festas e uma visita à Marvel ou a DC em qualquer dia sempre envolvia outros desenhistas ou escritores”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: