LAUGH, TOWN, LAUGH: O PRIMEIRO CORINGA MITOPOÉTICO

* * * *
Gene Phillips revirou gibis do Batman da Era de Ouro em busca da primeira história do Coringa no qual esse encarnasse “um reflexo distorcido de Casa dos Espelhos da norma social e da psicologia humana”. O que ele encontrou foi "Laugh, Town, Laugh", publicada na Detective Comics #62 em 1942, de Bob Kane, Jerry Robinson e George Roussos.

Na história, o Coringa mata pessoas com versões macabras de piadas de tiozão. Ele também mostra o desejo de manter o Batman sempre vivo, para “garantir o jogo que eles disputam” [a eterna caçada, como no final do filme O Cavaleiro das Trevas]:



Também é “uma das últimas histórias da Era de Ouro em que a DC permitiu que o coringa matasse as suas vítimas”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: