DANIEL CLOWES: “AS SUGESTÕES DE JOEY RAMONE ERAM IDIOTAS”

* * * *
Em junho de 1995, Zack Carlson encontrou Daniel Clowes na Dream Fluff Donuts em Berkeley, California [que ainda está lá]. O objetivo era entrevistá-lo para a segunda edição do zine punk Meatnog. O zine, no entanto, não ultrapassou a marca da primeira edição: a fita cassete com a entrevista ficou abandonada em uma garagem por vinte anos. Seria uma história triste se Carlson não tivesse conseguido recuperá-la e, na sequência, publicar a entrevista no The Comics Journal.

Na época, Clowes estava prestes a começar a trabalhar no clipe de I Don’t Want to Grow Up, dos Ramones. Ficou assim:


Falando sobre ele, já se pode entender porque Carlson apresentou Clowes como alguém “cuja visão impenetravelmente negativa do mundo na época representou o nosso desdém coletivo pela descartabilidade e pela estupidez dos anos 90”: “não estão me pagando muito dinheiro. Posso fazer o desgin de tudo, e até agora eles me deixaram fazer o que eu quisesse, o que é muito divertido. E Joey Ramone tem essas idéias idiotas do que ele quer, que eu tenho que recusar. Ele quer que eu desenhe Rush Limbaugh e OJ Simpson no vídeo. Coisas que vão estar datas em um mês. Ele disse que seria engraçado, mas eu disse para eles, educadamente, deixem os gibis e os desenhos para os profissionais. Não é como seu fosse tentar tocar baixo”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: