ESAD RIBIC: “NUNCA LI X-MEN NA VIDA. TENTEI UMAS DUAS VEZES, MAS... UFF”

* * * *
O desenhista croata Esad Ribic [Thor: God of Thunder, Secret Wars] foi entrevistado por Pedro Monje, do Zona Negativa. Ribic é um dos desenhistas favoritos do nerdismo: Monje já começa chamando ele de “um dos homens do momento”, “protagonista absoluto da atualidade americana no que se refere aos gibis de super-heróis”.

É engraçado, por isso, como ele passa a entrevista inteira dizendo como não gosta de fazer gibis de super-heróis. Ribic, muito embora cite John Buscema como a primeira grande influência, prefere gibis europeus: “a maioria das obras que eu gosto hoje em dia são europeias”; “a maioria das páginas de prova que eu mandei foram para a França, mas a primeira resposta positiva veio do mercado americano”; “nunca li X-Men na minha vida. Tentei umas duas vezes mas... uff. Gosto do material francobelga”.

Ele é um cara sincero, como se vê: as suas respostas são longas e elementos concretos. Na entrevista você tira algumas informações sobre a relação dele com as editoras[ele detona, por exemplo, os seus editores na série do Thor]. Falando sobre a sua fase em The Ultimates [com roteiros de Jonathan Hickman]: “foi frustrante. O conceito era genial. Não sei quais eram as expectativas na Marvel, mas nós não cumprimos ela. Queriam um desenhista que se dedicasse a fazer poses heroicas, e isso eu evito sempre. Também queriam que nós nos afastássemos do estilo sci-fi”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: