WATCHMEN, DE ALAN MOORE E DAVE GIBBONS: “CRÍTICOS PREOCUPADOS EM SER POLITICAMENTE CORRETO”

* * * *
Gene Phillips, resenhismo curto, direto e certeiro, Watchmen. É receita para o sucesso, amigos. Dessa vez, no entanto, o objetivo é determinado: mostrar um exemplo de uma vez que Alan Moore conseguiu deixar o seu “didatismo sob controle”, especificamente no tema estupro -- “porque poucos críticos comentaram que o tema do estupro pode ter um papel nos grandes padrões da obra de Moore, porque a maioria dos críticos hoje está preocupada em ser politicamente correto de uma forma arrogante”.

Mas é uma postagem um pouco mais incompreensível que o normal. Diz Phillips, depois de comparar a imagem do relógio [onipresente no gibi] com a dinâmica do estupro da Silk Spectre e da relação de Walter Kovacs [o Rorschasch] com a sua mãe, chega à conclusão: “é irônico que Moore seja atacado por seus 'gibis de estupro', já que ele claramente está chamando a atenção para as consequências morais do estupro”.  [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: