PLUTO, DE NAOKI URASAWA: “ASTRO BOY COM TONS DE CINZA”

* * * *
Alex Hoffman, do Sequential State, criou uma seção para recomendar mangás pelos quais um não-iniciado pode fazer um esforço para enfrentar as “barreiras de acesso” [“páginas invertidas, referências culturais que não são facilmente explicáveis”, etc]. Aí foi lá e recomendou Pluto, de Naoki Urasawa.

Pluto é uma reinvenção do Astro Boy de Osamu Tezuka, feito em parceria com o seu filho, Macoto Tezuka: “Urasawa reescreve o mundo cartunesco e com cara de Disney criado por Tezuka para transformá-lo em um thriller belo, de partir o coração”; “pega a moralidade em preto e branco de Astro Boy e acrescenta tons de cinza, reinventando os personagens”.  [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: