MR. A, DE STEVE DITKO: HERÓI OBJETIVISTA

* * * *
Ontem foi aniversário de Steve Ditko: um dos quadrinistas favoritos do NEW FRONTIERSNERD, Ditko completou 88 anos. Muito embora ele não faça aparições públicas [desde 27/7/1964 não vai a uma convenção de quadrinhos], ainda está na ativa: publica gibis editados por Robin Snyder, uns quarenta desde 1988 [ano em que a pareceria começou].

São gibis [e ensaios] que explicam, de forma didática e expositiva, princípios relacionados ao Objetivismo -- a filosofia da escritora de A Revolta de Atlas, Ayn Rand. Essa marcante influência é um dos elementos que mais atrai curiosidade para os gibis de Ditko. Daí os nossos links de hoje: três artigos escritos por Robby Reed [do Dial B for Blog] sobre a criação de Mr. A, talvez o seu personagem decididamente objetivista.

No primeiro, Reed faz um paralelo entre a vida de Ditko e a de Ayn Rand [nascida em 2/2/1905, em São Petersburgo]. Apontou para a fase dele em Amazing Spider-Man como o momento em que Ditko teve contato com a obra de Rand [provavelmente com A Revolta de Atlas], não muito diferente do que eu disse aqui

A partir daí, Reed se concentra em Mr. A. No segundo artigo, fala sobre as sua primeiras histórias, publicadas na revista witzend. No terceiro, lista todas as histórias do personagem: de Angel [witzend #3, de 1967] a Mr. A Faces the Knifer [em Ditko's 176-Page Package: Heroes, de 2000].

Nenhum comentário: