HARVEY PEKAR: “MAIS INTELECTUALMENTE REFINADO DO QUE DAVID LETTERMAN”

* * * *
Ontem, o bardo de Cleveland, Harvey Pekar, faria 76 anos. Como você leu no Facebook e no Tumblr do NewFrontiersnerd ontem [tu tá sabendo que eu faço essas mini-biografias lá, né? Senão, você deveria me dar um jóinha ali], Pekar ultrapassou as fronteiras do mundo dos quadrinhos underground em grande parte graças ao programa do David Letterman, do qual foi um convidado regular nos anos 80. Michael Cavna, o homem dos quadrinhos do The Washington Post, contou a história dessas participações.

Antes de ser convidado para ir ao programa pela primeira vez, Pekar não tinha assistido nenhum episódio; teve que pedir um videocassete emprestado para fazê-lo. “Ele assistiu por cinco minutos e não se importou”, como explicou a sua esposa Joyce Brabner. E ele era verde para a TV: “o primeiro programa do qual ele participou, foi na Pensilvânia, e a apresentadora estava tão tensa que o microfone dela caiu. E, lá mesmo, ao vivo, Harvey foi para baixo da mesa buscá-lo”. 

Mas o ponto é que Pekar provavelmente era mais esperto que Letterman: “aos seus 40 anos, adorava literatura e jazz, e, de certa forma, mais intelectualmente refinado do que Dave, o homem do tempo espertinho de Indiana”.  [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: