DANIEL CLOWES: “UMA DAS PRIMEIRAS FIGURAS DA INDÚSTRIA DOS QUADRINHOS A DIZER QUE FREDERIC WERTHAM ERA EQUIVOCADAMENTE DEMONIZADO”

* * * *
Ken Parille, que organizou o excelente The Daniel Clowes Reader, usou a sua coluna no The Comics Journal para falar de Eightball, a série de Clowes, recentemente relançada pela Fantagraphics em uma edição caprichadona.

O que ele faz é uma linha do tempo, acompanhando a publicação da série ano a ano, com comentários sobre as edições publicadas [divididos em categorias, “Highlight”, “Fun Fact” e “Mistery”] e a própria vida de Clowes.

Exemplos? Temos um highlight sobre Black Nylon, história curta publicada em Eightball #18 [de 1997]: “um conto de super-heróis dense e freudiano, Black Nylon pode ser lido como uma continuação de uma história de um gibi dos inícios de Clowes, The Battlin' American, e um precursor da novela gráfica The Death-Ray, que também teoriza sobre a psique perturbada do herói cruzado de capa masculino”.

Fun-Fact: “nos anos pré-Eightball, Clowes criou duas adaptações crutas de textos do grande vilão do mundo real dos quadrinhos: Frederic Wertham, o cruzado anti-quadrinhos dos anos 50. Clowes foi uma das primeiras 'figuras da indústria dos quadrinhos' a dizer que o homem era equivocadamente demonizado por fanboys”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: