ALEJANDRO JODOROWSKY: “É TUDO INDUSTRIAL”; JOSÉ LADRÖNN: “A COISA MAIS PERTURBADORA QUE EXISTE”

* * * *
A Humanoids lançou nos EUA Final Incal, a parte... errr... final de O Incal, o clássico álbum europeu de Alejandro Jodorowsky e Moebius. Jodorowsky continua nos roteiros, mas o desenhista agora e José  Ladrönn. Como parte do esforço de divulgação, a editora publicou, no seu blogue, duas entrevistas, uma com cada parte da equipe criativa.

Na primeira, Jodorowsky falou sobre os desenhistas que passaram pelo Incal [além de Moebius e Ladrönn, Zoran Zanjetov também passou pela série; “não é algo que partiu de mim; eu não queria necessariamente mudar de desenhista. Foi Moebius que tomou essa decisão”], especificamente sobre trabalhar com Ladrönn [Skype, etc], e sobre os temas habituais de suas obras. É quando a coversa fica niilista: “Política, economia e guerra são as doenças da humanidade. E está tudo misturado hoje em dia. Olhe para o mundo em que vivemos. Você acredita na política? Você acredita na religião? O Papa só é um cara vestido de Papa. Patriotismo, heroísmo de guerra, tudo é apenas negócios. É o horror do mundo em que vivemos. Até a comida, é tudo industrial. E tudo isso você pode encontrar em Final Incal”.

Já Ladrönn falou sobre o convite de Jodorowsky, a parceria entre os dois e sobre o seu atual método de trabalho [papel e caneta não fazem parte de nenhuma etapa]. Também sobre os seus artistas favoritos [Alex Toth] e sobre os seus trabalhos próprios favoritos, o que se transforma em um comentário sobre a sua carreira: “fiz um gibi estranho, Spider-Boy Team-Up #1, um gibi Amálgama dos personagens da Marvel e da DC, Homem-Aranha e Superboy. Lembro que, pela primeira vez, me encontrei com uma trama com a qual não concordava, a coisa mais perturbadora que existe em um roteiro que eu tenho que desenhar”. Eu sei que você ficou curioso: o roteiro do gibi é de Roger Stern e Karl Kesel[QUADRINHOS] 

Nenhum comentário: