TERUHIKO YAMOURA E O HETA-UMA: "HABILIDOSO SEM HABILIDADE"

* * * *
Paul Gravett [1001 Comics You Must Read Before You Die] escreveu um artigo, publicado no seu próprio site, sobre heta-uma -- o estilo “ruim mas bom” que tomou conta da revista de mangá experimental Garo nos anos 70. O pretexto é uma exposição de arte, protagonizada pelos principais nomes do estilo, em Marselha [na França].

Quem inaugurou o estilo foi Teruhiko Yumura [conhecido por seus pseudônimos ocidentalizados, como King Terry do Tokyo Funky Studio ou do Flamingo Studio]. Yumura fez na Garo algo como o estilo línea chunga do El Víbora na Espanha: um desenho “conscientemente cru, feito a mão e aparentemente sem qualquer talento, por ele chamado de 'heta-uma', que pode ser mais ou menos traduzido como 'habilidoso sem habilidade' ou 'ruim mas bom”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: