COPRA, DE MICHEL FIFFE: "ESQUADRÃO SUICIDA REALISTA, SEM SOLILÓQUIOS FORÇADOS"

* * * *
Temos mais um resenhista te urgindo a comprar Copra, de Michel Fiffe: Matthew Meylikhov, do Sequart. O "urgir" está literalmente lá: “isso aqui é mais um artigo discutindo a maravilha que é Copra, essa obra maestra dos quadrinhos de super-heróis, creator-owned e auto-publicada por Michel Fiffe, com o acréscimo de que você está urgido a parar de ler esse artigo e comprá-lo agora mesmo”.

Os parâmetros básicos você conhece: Copra é o Esquadrão Suicida, reinterpretado por Michel Fiffe de olho na estética dos quadrinhos oitentistas. A isso, Meylikhov acrescenta: “os personagens são reais. Muitos escritores tentam injetar 'realismo' nas suas séries, algo que pode ser traduzido como reboots 'dark' ou 'gritty', ou drama forçado para fazer a história mais trágica, mas não é isso que Fiffe faz aqui. Fiffe escreve personagens que são pessoas com defeitos, sim, mas sem a sensação de luto pessoal e turbinado que alimentam alguns famosos anti-herois; não existem solilóquios forçados, olhares perdidos através de janelas ou personagens sentados no alto de edifícios em gárgulas”. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: