BARRY WINDSOR-SMITH: A EVOLUÇÃO

* * * *
Year of the Artist, seção do CBR que destrincha a evolução do traço de quadrinistas americanos, encerrou as suas atividades. Barry Windsor-Smith [Arma X] foi um dos últimos a ser analisado. Custou cinco postagens [um, dois, três, quatro e cinco]. Os gibis envolvidos: Daredevil #51 e Nick Fury, Agent of SHIELD #12 [abril e maio de 1969]; Savage Tales #2 [outubro de 1973, com a primeira parte do arco Red Nails]; Marvel Fanfare #15 [julho de 1984]; Uncanny X-Men #205 [maio de 1986]; e Barry Windsor-Smith: Storyteller #4 [janeiro de 1997].

Na primeira, temos um Windsor-Smith KIRBYCO:


O quarto artigo [Uncanny X-Men #205] é sobre aquela história do Wolverine com a Lady Letal que saiu aqui no encadernado da Panini para Arma X:



E Storyteller #4 é um dos seus últimos trabalhos:


Nenhum comentário: