ÍCARO, DE MOEBIUS E JIRO TANIGUCHI: HOMENAGEM A KATSUHIRO OTOMO

* * * *
Roteiro de Moebius e arte de Jiro Taniguchi. Essa equipe criativa que arranca suspiros fez Ícaro, uma versão de ficção científica da história mitológica [você sabe: asas de cera, tentar alcançar o sol, péssimos resultados, etc]. Javier Agrafojo escreveu uma resenha no Zona Negativa com os detalhes sórdidos.

Quer mais ELEMENTOS FELIZES? O gibi é de 1997, quando Moebius já era um ÁS e Taniguchi estava no melhor momento de sua carreira [O Diário de Meu Pai, o seu principal gibi, é de 1995; Botchan no Jidai ganhou o prêmio Tezuka em 1998] e é uma homenagem a Katsuhiro Otomo -- criador de Akira e influência tanto de Taniguchi quanto de Moebius.

O lado triste: saiu apenas o primeiro volume de uma história que era para durar uns 15. [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: