ASTERIOS POLYP, DE DAVID MAZZUCCHELLI: “UM ATAQUE NÃO MUITO SUTIL À TEORIA ARQUITETÔNICA”

* * * *
O escritório de arquitetura de Bjarke Ingels [Bjarke Ingels Group, ou BIG], "o enfant terrible e starchitect em ascendência do momento", lançou em 2009 Yes Is More, um gibi de 400 páginas que funciona como “um manifesto da cultura pop”. Merve Emre e Christian Nakarado, da revista The Point, aproveitaram para escrever esse artigo sobre histórias em quadrinhos que “podem dar uma nova vida à arquitetura contemporânea” -- especificamente, Asterios Polyp, de David Mazzucchelli e Building Stories, de Chris Ware.

Asterios Polyp, dos dois o mais declaradamente arquitetônico, foi tratado como uma extensão “das sensibilidades intelectuais” de Mazzucchelli, “um ataque não muito sutil à teoria arquitetônica que é uma delícia de se contemplar em forma de quadrinhos”: o “narcisismo de Asterios está intimamente conectado à sua inflexível crença estética”. [QUADRINHOS] 

Nenhum comentário: