ALL-STAR WESTERN #34, DE JUSTIN GRAY, JIMMY PALMIOTTI E DARWYN COOKE: “É TRISTE PERDER A SÉRIE QUE TRAZIA DIVERSIDADE DE GÊNERO PARA A LINHA DA DC”

* * * *
Com All-Star Western #34, Justin Gray e Jimmy Palmiotti fecharam CENTO E QUATRO edições seguidas, uns NOVE ANOS, nos roteiros da série protagonizada por Jonah Hex, o caubói feioso da DC -- a série pré-Novos 52 era, precisamente, Jonah Hex, que durou exatas 70 edições. Ainda que desenhada por Darwyn Cooke [Richard Stark’s Parker, DC: The New Frontier], acompanhada do colorista Dave Stewart, a postagem é anti-climática: a edição #34 é a última. Oliver Sava escreveu uma resenha sobre o gibi [uma homenagem à história The Last Bounty Hunter, a morte do Hex pré-Crise escrita por Michael L. Fleisher e Russ Heath] no AV Club para explicar o que se perdeu.

A resposta é “variedade”: “enquanto o resto da linha da DC se tornava cada vez mais homogênea, All-Star Western se destacava como uma série idiossincrática de forma refrescante”. Pena que isso não “foi suficiente para se manter flutuando no mercado competitivo”. Mas Sava também desestimula o ódio: “a DC foi mais do que paciente com All-Star Western, e claramente respeita a paixão de Gray e Palmiotti pelo personagem e o tempo que eles permaneceram na série. É triste perder a série que trazia diversidade de gênero para a linha da DC, mas a série estava se dirigindo para uma conclusão natural no último ano”.  [QUADRINHOS]

Nenhum comentário: