FRANK MILLER: “HOMENS COM ARMAS APONTADAS PARA MIM”

* * * *
Agora, de todos esses links relacionados a Frank Miller e Sin City: A Dama Fatal que compartilhei aqui no NFN nas últimas semanas, ESSE é o TOP TOP TOP: um perfil do quadrinista escrito por Sean Howe [de Marvel Comics: A História Secreta]. Vejam só: hoje em dia Miller é um fã de música country.

Howe falou de tudo – o perfil é uma sucessão de altos e baixos. Vai da infância de Miller em Vermont [seis irmãos, mãe “enfermeira de combate”, “Mickey Spillane, Raymond Chandler, Dashiell Hammett” e o Romantic Manifesto de Ayn Rand”] até Nova Iorque, em 1976 [“encontrou trabalho de carpintaria no apartamento de um estranho, que resultou ser um traficante de cocaína procurado pela Máfia. Miller entrou lá uma manhã para encontrar ‘homens com armas, apontadas para mim’”]. Disso para Demolidor e Ronin [“um conto samurai anti-corporativo de ficção científica que antecipou o cyberpunk”] a Los Angeles [“depois de três assaltos em um mês”, criando uma “ansiedade que alimentou O Cavaleiro das Trevas”].

Em Los Angeles temos uma pá de decepções com Hollywood e Sin City, o gibi [um amálgama “de tudo”]. A partir disso, a vida do cara é uma confusão: Cavaleiro das Trevas 2, retorno para Nova Iorque, 11 de setembro -- mas também o primeiro filme de Sin City e a FAMA com maiúsculas. [QUADRINHOS] 

Nenhum comentário: