THE FADE OUT, DE ED BRUBAKER, SEAN PHILLIPS E ELIZABETH BREITWEISER: PARANÓIA NO PÓS-GUERRA

* * * *
Ed Brubaker, Sean Phillips e a colorista Elizabeth Breitweiser, depois do final da excelente Fatale, estão com gibi novo na Image [aliás: o primeiro depois do contrato de cinco anos que assinaram com a editora]: The Fade Out, um épico noir ambientado na Hollywood pós-Segunda Guerra. Oliver Sava, do AV Club, entrevistou os envolvidos [Brubaker, Phillips e Breitweiser] e publicou um preview de cinco páginas da primeira edição.

Na entrevista, Brubaker falou sobre o seu interesse na época em que o gibi está ambientado. “Pra começo de conversa, é a era dos filmes noir”; mas a relação também é familiar/nostálgica, já que é sobrinho de John Paxton, roterista de cinema na época [dentre outros filmes, é seu o roteiro de O Selvagem, o clássico de Marlon Brandon]. A relação é especialmente importante para The Fade Out, ideia teve a sua origem “alguns anos atrás, quando passei algum tempo com a minha tia. Ela já tinha 90 anos, mas ainda tinha alguns momentos lúcidos, e nós conversamos sobre a vida na época, trabalhar para os estúdios, o tio John e os seus amigos que trabalhavam na indústria, e as idéias começaram a crescer a partir daí”.

Por parte de Phillips, esse é o primeiro gibi que ele vai desenhar de forma exclusivamente digital: “mudei para o digital para ver se conseguia fazê-lo. Gosto de ver o que alguns dos meus colegas fizeram com a arte digital e isso me inclinou a tentá-lo também. Comprei um Cintiq e um Manga Studio alguns anos atrás, e fiz alguns desenhos para as páginas finais de Fatale assim. A ideia era me acostumar com o programa e a tela enquanto acabava Fatale e então ficar pronto para The Fade Out”. Já Breitweiser comentou sobre a paleta de cores que pretende usar no gibi, diretamente influenciada pelos “esquemas de cores” que refletem “o ânimo da recuperação do pós-Guerra”.

O preview vai depois do pulo.







Nenhum comentário: