JOEL SILVER: “ZACK SNYDER FOI FIEL DEMAIS”

* * * *
Joel Silver, o produtor de 13 bilhões de dólares e dono de uma “personalidade excessiva”, foi entrevistado por Max Evry, do Coming Soon. Silver produziu o V de Vingança de Andy e Lana Wachowski e vários projetos derivados do catálogo da EC [além, é claro, de Warriors, 48 Horas, Duro de Matar, Predador, Máquina Mortífera e Matrix, então você sabe de onde saiu aquela dinheirama], mas o que nos interessa aqui é o que ele tem pra nos dizer sobre o que ele não conseguiu tirar do papel: Watchmen de Terry Gilliam e um filme do Sargento Rock.

Sobre o primeiro, Silver empilhou elogios, principalmente porque Gilliam não incorreu no que ele considera o erro de Zack Snyder -- ser excessivamente fiel à fonte original [ao que eu acrescentaria: ser excessivamente fiel à APARÊNCIA do original]. A revelação: no twist-ending dessa versão [escrita, aliás, por Sam Hamm e Charles McKeown, co-escritor de Brasil], os protagonistas da história se transformam em personagens em quadrinhos.

Já a resposta sobre o filme do Sargento Rock tem contornos anti-Tarantinescos: “não sou um fã de Quentin Tarantino, nunca fui, não adoro o que ele faz. Acho que aquele pastiche e a paródia não são o que eu acho legal, mas muitas pessoas adoram. Mandei para ele o Sargento Rock e nunca ouvi nada, até que anos depois me disseram que ele leu o projeto e fez o cast e queria fazer o filme, até que disse 'porque vou fazer isso aqui? Vou fazer o meu próprio'. E isso virou Bastardos Inglórios”. [ETCETERA]

Nenhum comentário: