MAD MAX FURY ROAD, DE GEORGE MILLER: "OU TUDO, OU NADA, TOTALMENTE MALUCO"

* * * *
Espero que vocês percebam que em menos de um ano estréia Mad Max: Fury Road, o novo filme do errante australiano futurista, dirigido por George Miller [o criador da série] e dessa vez protagonizado por Tom Hardy [o casting mais feliz da história dos filmes apocalípticos]. O AFTimes [não se empolguem: é um site de bonequinhos] foi a um advanced screening do filme [atualmente com mais de duas horas, sem som, música e efeitos especiais] e nos trouxe uma impressão, não uma resenha.

E a impressão é TURBO: “isso aqui é Mad Max II/The Road Warrior usando esteroides, ou tudo ou nada, totalmente maluco, para jogar você no final da mitologia no estilo coloca tudo lá para o caso que não role outro Mad Max Fury Road. Uma perseguição que vai longe e ao fundo do coração do mundo pós-apocalíptico de Miller, tentando escapar da Wasteland. Começa lá em cima e não diminui a velocidade”. [ETCETERA]

Nenhum comentário: