X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO, DE BRYAN SINGER: O MELHOR FILME MUTANTE JÁ FEITO. DIZEM.

* * * *
Neo-nerdistas, a vida não é formada apenas por decepções: X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, dirigido por Bryan Singer, está sendo tratado pelo resenhismo internético como o melhor filme mutante já feito.

Com essa peruca tosca e tudo.
Germain Lussier já tinha escrito essa postagem no /Film para reunir as twittadas sobre o filme no dia seguinte a sua exibição para a imprensa. Depois de se perguntar se esse seria o melhor filme dos X-Men já feito, Lussier descreveu a reação à exibição prévia do filme como “extremamente positiva”: “honestamente, não vi nenhuma reação negativa”.

E as críticas que começaram a aparecer com a iminência da estréia do filme [hoje no Brasil e amanhã nos EUA] aparentemente confirmam aquele palpite: Dias de um Futuro Esquecido está com média de 93% no Rotten Tomatoes [contra 82% de X-Men 2 e X-Men: Primeira Classe] e 70 no Metacritic [68 para X-Men 2]. A de Paul Verhoeven, do The Vine, é um bom retrato da empolgação média: “agora existem três excelentes filmes dos X-Men”; “Dias de um Futuro Esquecido é o mais eficiente, charmoso e articulado filme de toda a série”; “é incansável em sua atenção ao detalhe, brutalmente imperdoável no fan-service” [seja lá o que isso signifique] e “cheio de momentos de diversão”. 

Justin Chang, da Variety, escreveu uma resenha igualmente positivo, ainda que mais descritivo: sim, a trama anda no fast-forward [com diálogos expostivos para fazê-la avançar] e existem diversas linhas narrativas, o que algumas resenhas destacaram como pontos negativos destacados; mas os problemas dos personagens são tratados “com emoções diretas, desprovidas de cinismo ou sentimentalismo”, e a edição de John Ottman faz que a história tenha um “ritmo e uma construção limpas”.

A pesar do trailer com cara de barato, cafona e 20th Century Fox, tudo indica que Bryan Singer realmente tem A MANHA dos mutantes. [ET CETERA]

Nenhum comentário: