STEVE MOORE: "EU APENAS FAZIA ESSAS COISAS QUE EU GOSTAVA"

* * * *
Steve Moore, o quadrinista britânico, faleceu no último 16 de março. Pádraig Ó Méalóid, o irlandês especializado no outro Moore [o Alan], escreveu um longo obituário no Comics Beat, o melhor dos publicados por aí. Vai de sua importância para a formação da cena zine britânica, ainda nos anos 60, ao seu trabalho para a revista 2000AD, à criação da revista Warrior [primeira a publicar V de Vingança e Miracleman], e daí até a sua aposentadoria em 2009.

Steve era um dos melhores amigos de Alan Moore, com quem começou a se corresponder quando esse tinha apenas 14 anos, e foi um um dos responsáveis por introduzi-lo aos quadrinhos e à magia – ou, conforme Alan, “levá-lo para o mau caminho”: “eu apenas fazia essas coisas que eu gostava como escrever quadrinhos, fumar maconha, praticar mágica e me demitir por questões de princípio, e daí eu fico sabendo que Alan decidiu que, como eu não tinha morrido ainda por isso, ele faria a mesma coisa... só que de um jeito muito mais intenso. Não é minha culpa, sério!”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: