BERLIAC: "FAZER GIBIS, PARA MIM, É APENAS UMA FORMA DE PENSÁ-LOS"

* * * *
O argentino Berliac [Rachas, Playground, um dos capítulos de Ensaio do Vazio] foi entrevistado por Pablo Turnes, do Entrecómics.

Berliac falou sobre ser quadrinista, editor e crítico ao mesmo tempo: tratar esses papéis como compartimentos separados de sua própria pessoa é o que “Playground tratou de desmentir. Se existe algo que esse livro sustenta, é que fazer gibis é, para mim, apenas uma das formas de pensá-los”.

O que isso significa? Lá com ele: “quando pensei Playground, me propus uma tarefa dupla: (a) como crítico é o meu dever acompanhar a mudança de paradigma” [da “ditadura da indústria à anarquia pós-Internet”], “desmontar os obstáculos e, ao mesmo tempo, (b) como autor, gerar material que expresse de forma consistente a mudança que estamos vivendo”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: