FASHION BEAST, DE MALCOM MCLAREN, ALAN MOORE, ANTONY JOHNSTON E FACUNDO PERCIO: “ABISMO ENTRE A IDEIA E A EXECUÇÃO”

* * * *
Roberto Bartual escreveu, na revista Factor Crítico, a melhor resenha que eu li até agora de Fashion Beast -- a série de dez edições escrita por Antony Johnston, com base em um roteiro de cinema de Alan Moore [que, por sua vez, partia de uma proposta do produtor punk Malcolm McLaren] e desenhada por Facundo Percio.

Bartual destrincha o significado temático do gibi, que parte da relação entre o glamour e a magia, pela via do simbolismo [“as imagens são poder. A roupa é poder, sempre e quando essa conserve a sua ilusão e o seu glamour”], mas também apresenta restrições a  Facundo Percio [“é um dos gibis em que mais se pode perceber o abismo que existe entre a ideia e a sua execução”], em especial as suas composições de página repetitivas. [NFN DIÁRIO] 

Nenhum comentário: