ALAN MOORE: “LEITORES QUE NÃO QUEREM PARECER EMOCIONALMENTE SUBNORMAIS”

* * * *
Alan Moore foi entrevistado por Stuart Kelly, no The Guardian. O ponto de partida foi Fashion Beast, adaptação para os quadrinhos roteirizada pelo “excelente escritor”  Antony Johnston de um roteiro para o cinema de Moore, originalmente concebido pelo produtor musical Malcolm McLaren ainda nos anos 80.

Moore, normalmente avesso às adaptações, justificou com pouco de ginástica argumentativa o seu apoio ao gibi: “eu não ia ter trabalho nenhum. Foi isso que me atraiu para o projeto”. Claro que ficar nisso é RANHETISMO: “pra começo de conversa, a adaptação foi muito suave. E, quando eu comecei a ver o que Facundo Percio fez com os desenhos, foi uma experiência fantástica porque eu tinha esquecido completamente Fashion Beast”.

Bom, talvez tenha sido tanto ranhetismo assim. Também sobraram algumas críticas aos gibis de super-heróis: “alguém bolou o termo graphic novel. Esses leitores se agarraram nisso; eles estavam apenas interessados em uma forma de validar o seu amor pelo Lanterna Verde e pelo Homem-Aranha sem parecer emocionalmente subnormais”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: