THE STRANGE TALE OF PANORAMA ISLAND, DE SUEHIRO MARUO: “DESCOMPRIMIDO, ATÉ MESMO PARA UM MANGÁ”

* * * *
Chris Randle, da Hazlitt Magazine, escreveu uma resenha de The Strange Tale of Panorama Island [+], o novo gibi de Suehiro Maruo [+] a ser publicado nos EUA, que é CHIQUE e cheia de REFERÊNCIAS.

Difícil resumir. Depois de definir o “fenômeno ero-guro ou 'nonsense erótico grotesco', obras fascinadas pelo sexual, pelo aberrante, pelo deformado e pelo absurdo – algumas vezes, tudo ao mesmo tempo”, Randle chega à obra a Edogawa Rampo [“torceu essa tensão com grande sucesso comercial, produzido em série aventuras macabras e mistérios com toques de terror”], escritor do livro adaptado por Maruo.

Daí, passa pelo histórico do próprio Maruo para chegar novamente em Panorama Island, onde as “transgressões são mais sofisticadas”. A narrativa é “descomprimida, até mesmo para ser um mangá, e a versão de Maruo para a novela de Rampo se refastela por quase 300 páginas, pouca das quais tem qualquer preocupação com a trama”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: