THE GREAT WAR, DE JOE SACCO: BAYEUX VERSÃO SÉCULO XX

* * * *
Rachel Cooke, no The Guardian, resenhou o novo “gibi” de Joe Sacco [+] [Palestina, Área de Segurança - Gorazde], The Great War. As aspas se justificam pela forma: The Great War é um panorama de sete metros que retrata o primeiro dia da Batalha do Somme [e seus 20 mil mortos e 40 mil feridos] em modo tapeçaria de Bayeux.

É, precisamente, a influência que Cooke vê: “as referências à arte medieval e ao épico de Sacco são claras. Ele dispensou completamente a perspectiva e a proporção realista” em uma obra que “parece funcionar em câmara lenta. O olho do leitor não passa rapidamente pelas páginas; ao em vez disso, somos convidados a olhar cuidadosamente cada centímetro de cada página, e é apenas nessa inspeção intensa que o horror atinge o leitor”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: