SILVER SURFER #1, DE STAN LEE E JOHN BUSCEMA: “EXISTE ALGUMA COISA SOBRE A QUAL ESSE CARA NÃO CONSIGA RECLAMAR?”

* * * *
Tom Scioli analisou Silver Surfer #1, primeira edição da série original do Surfista Prateado, escrita por Stan Lee [+] e desenhada por John Buscema [+]. Por muitos, é considerada como um dos principais gibis da Marvel setentista – mas não por Scioli, que escreve o texto com o objetivo principal espinafrar Stan Lee. Scioli é um Kirbysta e o gibi do Surfista Prateado foi a gota que virou o copo da relação Lee e Jack Kirby [+] [além de ser, incidentalmente, um dos melhores trabalhos de John Buscema].

Scioli descreve a série como a primeira tentativa concreta e consciente de Lee [um escritor de livros frustrado] de criar “algo ambicioso e significativo”, um “vasilhame para a sua legitimidade artística”. O resultado é “um gibi deprimente. Já li gibis deprimentes dos quais tirei muita coisa. Esse é um gibi deprimente sem insight”. O diagnóstico é literal: “O Surfista reclama sobre como o seu mundo é excelente. É perfeito demais. Existe alguma coisa sobre a qual esse cara não consiga reclamar? Essa não é a definição de depressão?”.

Não é o único defeito apontado: além de EMPOLADO, Scioli diz que o gibi também é FORMULÁICO: “A fórmula Marvel REALMENTE parece uma fórmula aqui. Entendo porque as pessoas” odeiam e perseguem “monstros destruidores como o Hulk, ou um nerd com uma roupa estranha fetichista como o Homem-Aranha. Não faz sentido com o Surfista. Ele é bonito, divino, de outro mundo, luminoso, angélico e carismático. Ele seria soterrado por fãs. Não entendo porque ele seria universalmente odiado e olhado com desconfiança”. [NFN DIÁRIO]

                  

Nenhum comentário: