"KEVIN FEIGE É UM GÊNIO. O CARA É UM PRODUTOR-AUTEUR. NÃO EXISTE NINGUÉM COMO ELE"

* * * *
Adam Rogers, da Wired, escreveu um perfil de Kevin Feige, o produtor do Marvel Studios, para responder a duas perguntas: COMO o universo cinematográfico da Marvel foi criado e QUEM MAIS pode fazê-lo.

Rogers descreve o universo cinematográfico da Marvel como “arquitetado” e Feige é o arquiteto, graças à sua habilidade em “traduzir o seu conhecimento sobre quadrinhos em algo útil para cineastas”. O homem, que tem créditos como produtor em todos os filmes do Marvel Studios e atualmente coordena a produção de meia dúzia deles, acompanha de perto todos os filmes, e “presta consultoria” aos envolvidos.

E isso envolve certa TÉCNICA. Anthony e Joe Russo, diretores do próximo filme do Capitão América [Soldado Invernal] comentam que “o lado dos quadrinhos dá dicas, mas tudo é filtrado através de Kevin Feige” e que “Kevin é um gênio. O cara é um produtor-auteur. Não existe ninguém como ele nesse negócio agora mesmo”.

OS CÁLCULOS, conforme Feige, são realizados por um grupo relativamente, “conforme a Disney nos permitiu”, mas apegado ao PLANEJAMENTO [“em tese, posso dizer o que estamos planejando para 2021”].

Pode ser reproduzido? Bom, Rogers lembra que a DC já criou uma continuidade extra-quadrinhos de forma consistente entre 1992 e 2006 – os “maravilhosos” desenhos animados de Paul Dini e Bruce Timm. O filme do Lanterna Verde foi uma tentativa [“é uma lição sobre o que teria acontecido se o Homem de Ferro tivesse dado errado: nada. Seguimos em frente”]. A especulação aponta que Diane Nelson [que, antes de chegar à DC, fez a transição de Harry Potter para as telas] poderia ser o Feige decenauta – mas, diz Rogers, “ela não é um nerd de quadrinhos como Feige”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: