DAN SLOTT: “VIVEMOS EM UMA ÉPOCA EM QUE SÉRIES POPULARES DE TV SÃO BASEADAS EM PERSONAGENS COMO DON DRAPER E WALTER WHITE”

* * * *
Como eu comentei na resenha de Homem-Aranha 2099: O Início [+], lá em maio, Miguel O'Hara está de volta aos gibis marvéticos -- vai aparecer no gibi Superior Spider-Man [+] #17, de Dan Slott [+] e Ryan Stegman. Foi pretexto suficiente para Chris Arrant entrevistar o primeiro para o Newsarama.

De cara, Slott, que já trabalhava para a Marvel em 1992 [época em que lançado o Universo 2099] e escreveu Miguel O'Hara para o jogo Spider-Man: Shattered Dimensions, diz porque decidiu trazê-lo de volta para o universo Marvel regular. Não é nada muito articulado: “a ideia de um Homem-Aranha do futuro é legal”.

Slott é um pouco mais DESENVOLTO ao comentar sobre a controvérsia que rodeia a série [onde, se você não sabe, o corpo de Peter Parker passou a ser habitado pela mente do Dr. Octopus, que se tornou uma espécie de anti-herói]: “vivemos em uma época em que séries populares de TV são baseadas em personagens como Don Draper, Walter White ou até mesmo babacas egoístas como Jeff Winger, de Community. Você começa não gostando do cara e do que ele está fazendo, mas você continua assistindo para ver o que vai acontecer” e “é estranho, os fãs dizem que querem mudanças e querem que coisas aconteçam, mas tem muita gritaria quando uma mudança de verdade acontece, quando o cobertor de segurança é tirado deles”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: