THE STRANGE TALE OF PANORAMA ISLAND, DE SUEHIRO MARUO: "CLARAMENTE O TRABALHO DE UM ARTISTA COM UMA VISÃO PRÓPRIA"

* * * *
Um pouco de BIZARRICE MITIGADA pros senhores: Sam Costello, do Full Stop, resenhou The Strange Tale of Panorama Island, último gibi de Suehiro Maruo [que teve publicado por aqui, pela Conrad, O Sorriso do Vampiro e Ero-guro]. É uma adaptação de Maruo para um livro, do mesmo título, publicado em 1926 e escrito por Edogawa Rampo [nome artístico de Taro Hirai, uma homenagem a Edgar Allan Poe].

O MITIGADA é uma conclusão do próprio Costello: “se você entrar em Panorama Island procurando pelo tradicional excesso de Maruo, vai se decepcionar. Na ilha, existe muito sexo, parte do qual é gráfico, mas a adaptação de Maruo não se parece ao pesadelo vibrante presente em seus trabalhos iniciais”. É válido, mesmo assim: a arte de Maruo, para Costello, “mantém uma qualidade artística chamativa” e “a estranheza de suas ideias e os seus temas habituais (militarismo, uniformes escolares, olhos, sexo furtivo) são claramente o trabalho de um artista com uma visão própria”. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: