MARTIN SCORSESE: "ESSES DJÓVENS"

* * * *
Martin Scorsese [o próprio] escreveu um artigão para a The New York Review of Books desse mês. Estamos todos de parabéns por isso.

Nele, Scorsese repassa as origens do cinema em um tom meio autobiográfico: tenta identificar a primeira vez que foram usados aqueles que considera os principais elementos que formam um filme, ao mesmo tempo em que lembra surpreender-se com eles [de forma um tanto inconsciente] em sua infância.

O final é meio difuso [Scorsese quer ensino de linguagem cinematográfica nas escolas e preocupa-se extensamente com a preservação dos filmes antigos, com críticas pontuais a esses djóvens de hoje], mas, no processo, dá pra ler bastante sobre história, linguagem e filmes específicos – as explicações de Scorsese passam por micro-resenhismo de filmes como O Dia em que A Terra Parou e Um Corpo que Cai[NFN 100MG]

Nenhum comentário: