THE CANYONS, DE PAUL SCHRADER, BRET EASTON ELLIS E LINDSAY LOHAN: "NÃO TEMOS QUE SALVÁ-LA. SÓ TEMOS QUE SUPORTÁ-LA POR TRÊS SEMANAS"

* * * *
Não sei em que cinema isso vai acontecer, mas sexta-feira supostamente estréia no Brasil [junto com Wolverine: Imortal] o novo filme da LINDSAY LOHAN, The Canyons

O filme tem interesse pelo aspecto voyeurístico-espírito-de-porco, mas não apenas pela participação de Lohan: conta, em suas filas, com pessoas de PEDIGREE ARTÍSTICO em horas baixas como o diretor Paul Schrader [que, como roteirista, tem no seu currículo Taxi Driver Touro Indomável], que em 2005 teve diversos problemas com o estúdio ao dirigir uma prequela para O Exorcista [que, remontado por Renny Harlim, foi lançado no cinema com o título Exorcista: O Início, e depois viu uma versão terminada pelo próprio Schrader ser lançada diretamente em vídeo com o descritivo título Domínio: Prequela do Exorcista], e o roteirista Bret Easton Ellis [que escreveu todos aqueles livros sobre yuppies amorais no início dos anos 90, como Psicopata Americano e Regras da Atração], hoje em dia dedicado ao POLEMISMO DE TWITTER. A eles se somaram o ator pornô James Deen, que chegou ao filme graças ao lobby de Easton Ellis, e Gus Van Sant, em versão ator secundário, os dois únicos integrantes da EQUIPE que chegaram ao filme sem que houvesse uma auto-implosão pessoal que lhes antecedesse.

Claro que isso não poderia dar certo.

Guardo para vocês desde janeiro esse artigo, de Stephen Rodrick para o New York Times, sobre a produção do filme. O seu título é sugestivo: "Isso é o que acontece quando você contrata Lindsay Lohan para o seu filme".

O artigo é CRUEL, só que de um jeito HILÁRIO. Passa, claro, por todos os problemas que Lohan causou no curso da produção do filme, uma produção de baixíssimo orçamento [250 mil dólares, 30 dos quais saídos do bolso do próprio Schrader, grande parte do resto levantado com o Kickstarter]. Tenha em conta o histórico pessoal do diretor [conforme Rodrick: "aos vinte anos, Schrader dormia com uma arma de baixo do travesseiro, porque ele não conseguia pegar no sono sem saber que existiria uma forma de escapar. Atualmente, ele viaja apenas com centenas de dólares na moeda de meia dúzia de países diferentes"] e sinta o drama desse resumo: 

"'Nós não temos que salvá-la', Schrader disse. 'Nós só temos que suportá-la por três semanas em julho'.

Um mês depois, Schrader estaria de pé e nu em um quarto em Malibu, com saudade de seus cachorros e tentando convencer Lohan a tirar o seu roupão.

Resulta que três semanas podem ser muito tempo". [NFN 100MG]

Nenhum comentário: