STEVE DITKO: NA ATIVA PARTE 2

* * * *
Jacob Canfield, no Hooded Utilitarian, repercutiu aquele artigo de ontem escrito por Joe McCulloch, no Comics Alliance, sobre os gibis independentes de Steve Ditko [+]. Canfield leu The Ditko Public Service Package #2, que analisou [com grande parte dos vícios INERENTES ao Hooded Utilitarian, mas enfim]. 

Canfield diz que, na sua crítica aos quadrinhos modernos, Ditko não é específico, mas abstrato: trata-se de uma crítica aquilo que Ditko identifica como tendências dos quadrinhos modernos, através de um gibi ambientado em um "mundo hiper-metafórico". "Não existem exemplos concretos de nada que ele fala, nenhuma referência a acontecimentos ou pessoas do mundo real. Em vez disso, Ditko luta contra uma série de tendências e conceitos crescentemente abstratos, cada um antropomorfizado de forma mais bizarra que o anterior".

O famoso exemplo concreto.
Nos comentários, o próprio McCulloch aparecer para prestar esclarecimentos. Nele [o primeiro da postagem], McCulloch critica Ditko por "presumir que o leitor está seguindo os seus argumentos (frequentemente contra-intuitivos) por meses e meses, recorrendo a atalhos através de auto-referências que pegam novos e curiosos leitores desprevenidos". [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: