DAVID MACK, SOBRE DAREDEVIL: END OF DAYS: "A ARTE ERA TÃO EXCELENTE QUE MENOS DIÁLOGO ERA NECESSÁRIO"

* * * *
Nicole Rodrigues, do Dork Shelf, entrevistou David Mack. O tema: Daredevil: End of Days [+], minissérie em sete edições com os últimos dias do Homem sem Medo [começa, de fato, com a sua morte], roteirizada por Mack e Brian Michael Bendis [+], com desenhos de Bill Sienkiewicz [+], Klaus Janson [+], e Alex Maleev [+].

Mack explica que o projeto original, que tirou o seu ponto de partida de Cidadão Kane,  foi rascunhado em 2007 [a exceção da edição final, escrita entre dezembro do ano passado e fevereiro deste ano]. Houveram, no entanto, ALTERAÇÕES: o projeto inicial foi pensado como sete edições com mais de 32 páginas, ideia alterada pelo editor Steve Wacker para uma edição de 32 páginas e 5 de 20, o que fez com que Mack "voltasse para trás, e reeditasse todas as cenas, mudasse elas de lugar, e cortasse todos os capítulos. Algumas cenas foram omitidas. Algumas cenas foram acrescentadas, muitas reordenadas... mas o resultado foi uma melhora na ordem e no ritmo".

Com a arte de Janson, Sienkiewicz e Maleev em mãos, houveram mais cortes – felizmente nos diálogos: "a arte era tão excelente que menos diálogo era necessário. Nós queríamos que a arte brilhasse e reduzimos o roteiro para integrá-lo melhor com a arte que chegava". Estamos falando de um gibi co-roteirizado por Brian Michael Bendis: sinta-se livre para especular em que hipótese mais diálogo seria necessário... [NFN DIÁRIO]

                  

Nenhum comentário: