CARL BARKS: COM O QUÊ

* * * *
Dave Wessel, no seu próprio blogue, republicou um artigo que escreveu em 2010 sobre Carl Barks [+], provavelmente o maior quadrinista da Disney de todos os tempos – especificamente, sobre o material que ele usava para desenhar as suas histórias para a empresa dos ratos e dos patos.

Grande parte do texto é dedicado à história da caneta favorita de Barks, a Esterbrook 356, mas também passa pelo papel e pelo reflexo da conjugação desses fatores na arte: "uma vez, a Western Publishing mudou o meu papel. Percebi que cada vez que desenhava um pato, o lápis fazia um pequeno relevo no negócio, e, quando eu fazia a arte-final a tinta, a caneta seguia esse canal, ainda que eu tivesse apagado e redesenhado e aberto outro canal". [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: