AXEL ALONSO: "É UM DESSES CASOS EM QUE SE EU TIVESSE UM NOME COMUM NADA DISSO TERIA ACONTECIDO"

* * * *
Oliver Sava, do AV Club, entrevistou Axel Alonso [+], atual Editor-in-Chief da Marvel Comics -- substituiu Joe Quesada, atualmente Chief-Creative-Officer da Marvel Entertainment. Um talento esses caras tem: o de pegar cargos com nomes CHIQUES.

Diz Alonso que começou a ler quadrinhos quando GURI e sem qualquer critério ["a ideia de ler apenas gibis da Marvel ou da DC é totalmente ridícula"]. Largou eles na adolescência [TSC], apenas para reencontrá-los na universidade, só que quando trabalhava em um BARCO PESQUEIRO no ALASKA [credibility: restored], com uma abordagem PUNK ["eu curtia muito punk rock na época em que não estava lendo gibis, então sempre gostei dessa estética estranha e pulp quando voltei para os quadrinhos"].

Formado [em sociologia política pela Universidade da Califórnia, sendo natural de São Francisco: subitamente, muita coisa faz sentido] e depois de se mudar para Nova Iorque, Alonso viu um anúncio da DC em busca de editores no The New York Times. Depois de uma rigorosa seleção [em suas palavras, Louis Stathis "conhecia o meu nome" por causa de uma matéria para um jornal, "é um desses casos em que se eu tivesse um nome comum nada disso teria acontecido", sobre a qual os dois conversaram: "um dos caras que eu citei se mostrou um idiota, e Lou adorou isso porque o cara tinha roubado a sua namorada"], acabou entrando para as FILAS EDITORIAIS da Vertigo.

Na Vertigo, Alonso editou várias das séries da fase PÓS-FADINHAS do selo, como 100 Balas [de Brian Azzarello [+] e Eduardo Risso [+]] e Preacher [de Garth Ennis [+] e Steve Dillon]. De novo nas suas palavras: "eu gostava de terror, adorava policial-pulp e adorava filmes B, então dei um jeito de forjar esse tipo de coisas para mim na Vertigo. Isso foi o que eu acabei fazendo, um monte de séries que as pessoas chamavam, de piada, de séries de 'armas na boca'".

Finalmente, Alonso chegou à Marvel em 2000, pelas mãos de Bill Jemas [à época, o editor], primeiro no universo do Homem-Aranha [por um lado, é responsável por trazer J. M. Straczynski [+] para Amazing Spider-Man e manter Paul Jenkins [+] em Peter Parker: Spider-Man; por outro, também o é por Spider-Man's Tangled Web, série de histórias curtas ambientadas no mundinho aracnídeo que contou com o trabalho de gente como Duncan Fegredo [+]]. Alonso, ainda, reuniu Peter Milligan [+] e Mike Allred [+] em X-Statix [+], uma das melhores séries lançadas pela editora nos últimos vinte anos [que, no fim, foi cancelada: muitos dizem que por má-administração editorial], que acabou detonando o rompimento da editora com o Comics Code ["era só uma organização antiquada e desnecessária"]. Hoje em dia, é um dos principais coordenadores do aspecto MACRO do Universo Marvel: coloque na conta dele Avengers vs. X-Men [+] e Marvel NOW!. [NFN DIÁRIO]

Nenhum comentário: