X-MEN, DE BRIAN WOOD E OLIVIER COIPEL: SEXY SEM SER VULGAR

* * * * 
Oliver Sava, do AV Club, resenhou X-Men #1, nova série Marvel Now! escrita por Brian Wood [+] [Star Wars [+], Channel Zero] e desenhada por Olivier Coipel -- protagonizada por uma pá de mulheres mutantes da Marvel.

O ponto de partida é a Jubilee [aliás QUE DIABOS: "não existe nenhuma menção ao fato de que ela perdeu os seus poderes mutantes e agora é uma vampira"], que aparentemente adotou uma criança e precisa de ajuda: "o que é importante para a história de Wood é que Jubilee era uma órfã que encontrou um lar e uma família com os X-Men".

Da arte de Coipel, Sava destaca o design dos uniformes ["afastado do padrão avarento em tecido habitual das super-heróinas e em direção a um visual impactante que cobre todos os seus corpos"], combinando um jeitão Era de Prata que é sexy sem ser VULGAR. Fora isso, o cara é um mestre da CARACTERIZAÇÃO, e a "mentalidade das heroínas é capturada pela sua aparência física". [NFN DIÁRIO]

                  

Nenhum comentário: