"E ENTÃO VOCÊ RESPONDE QUE, BOM, EU MEIO QUE GOSTO DE ROB LIEFELD" [PARTE 2]


* * * *
Mais Sarah Horrocks, mais Rob Liefeld [+]: em outro artigo na análise crítica da OEUVRE do nosso grande amigo Rob, Horrocks comentou sobre a dinâmica dos fundos de seus desenhos e o seu papel decorativo.

Comentando o quadrinho que abriu a postagem, Horrocks destaca como, usando uma dúzia de retângulos e BOLINHAS, combinado com a postura em três estágios de ataque dos mocinhos [cada um em um], dá movimento à imagem -- enquanto os vilões estão estáticos, "quase presos entre barras verticais".

Já partindo dessa outra aí em baixo, comenta o aspecto "impressionista" do cenário, uma série de formas geométricas que "acrescentam dinamismo" à imagem, dão direção à leitura e mais IMPACTO às figuras dos personagens -- ao contrário do tradicional background realista, visualmente complexo, cinza e normalmente MONÓTOMO. Te mete. [NFN DIÁRIO]



                  

Nenhum comentário: