WILLIAM FRIEDKIN: “NUNCA VI UMA CONTINUAÇÃO BOA DE O EXORCISTA”



[NFN 100MG #52]                                         * * *                                                  [14/5/2013]

Sexta, linkei aqui um artigo do Cracked traçando paralelos entre a bolha dos filmes de super-heróis e a de filmes autorais [New Hollywood] dos anos 70. Pois bem: dá a feliz coincidência que William Friedkin [de O Exorcista], em partes iguais um dos melhores e um dos mais pirados diretores da época, foi entrevistado por Bilge Ebiri, do Vulture.

É difícil saber porque alguns filmes continuam a ressoar e outros não. Algumas vezes um filme é incrivelmente bem sucedido no seu lançamento e não consegue outra vida, ou uma vida das estantes e outros filmes não são bem sucedidos em seu tempo e se transformam e clássicos e são reverenciados. Um Corpo que Cai e Cidadão Kane foram fracassos de bilheteria, e Um Corpo que Cai não recebeu nem boas críticas! O Exorcista e Operação França de diversas formas não ficaram datados, porque os detalhes não são totalmente de uma determinada época, de forma que eles pareçam filmes de época; as histórias são meio que eternas. Quero dizer, veja só quantas vezes O Exorcista foi copiado. Muitas pessoas, especialmente as mais jovens, nem sabem qual é o filme original. Agora eu vejo que querem fazer uma série baseada nele! Nunca vi uma continuação boa de O Exorcista.

Já tá até se desenvolvendo em sub-sub-gêneros, como o
exorcismo pornô-adolescente, exorcismo drama-de-tribunal
e exorcismo DISCOTEQUE

Nenhum comentário: