PETER MILLIGAN SOBRE X-STATIX: “SE DAVID BECKHAM FOSSE UM SUPER-HERÓI, TENTARIA SE JUNTAR A ELES”

[NFN DIÁRIO #227]                                        * * *                                                [8/5/2013]

Peter Milligan [que chegou ao mercado americano relançando Shade, the Changing Man, o personagem criado por Steve Ditko [+], pela Vertigo] foi entrevistado por Ivan Rivas, Pedro Monje e Jordi T. Pardo, do Zona Negativa. Sobre o óbvio, X-Force/X-Statix:

Nessa série, o que encontramos é com um ajuntado de caras legais com super-poderes incríveis. Nenhum tinha poderes grandes e ilimitados, mas eram o suficientemente poderosos para o que eu queria fazer: o que aconteceria no mundo real? Ficariam muito obcecados com o tema da fama e por serem celebridades. É que tinha chegado um momento em que você ligava a televisão e, pra onde quer que você olhasse, tinha um programa e conteúdo de celebridades de um tipo novo. E isso acontecia, em nenhum lugar mais do que outro, nos Estados Unidos até um ponto maluco. Assim que tento fazer isso, retratar como seriam os super-heróis se vivessem nesse mundo. Teriam os seus próprios agentes, iriam morar em Los Angeles, teriam problemas contínuos com álcool e tentaria fazer sexo uns com os outros. E é isso, nada mais e nada menos, o que fazia essa equipe. A série era uma exploração de todos esses conceitos. Se David Beckham fosse um super-herói, tentaria se juntar com esse grupinho. Inclusive, ainda que ele não tenha super-poderes, ele é o exemplo perfeito do perfil de gente que estaria nessa equipe.

                  

Nenhum comentário: