ROBERT CRUMB: "O COLECIONISMO TEM MUITO EM COMUM COM VÍCIO EM DROGAS"

[NFN DIÁRIO #216]                                        * * *                                                [22/4/2013]

Isso tinha me passado despercebido: a revista Discaholic entrevistou Robert Crumb [+]. A pauta é o seu lado "tarado por discos antigos", e não os outros lados tarados por outras coisas.

Sou totalmente "discaholic". Nunca tinha escutado essa expressão antes. Você a inventou? É totalmente adequada. Sofro disso. Colecionismo de forma em geral tem muito em comum com vício em drogas. Péssimo para a conta bancária, péssimo para relacionamentos humanos. Porque você nunca vê um colecionador fanático como o herói do filme? Colecionares são vistos como pessoas estranhas pela maioria das pessoas, acumuladores covardes, homenzinhos estreitamente obcecados. Existe algo de desprezível sobre colecionar aos olhos dos não colecionadores.



                    

Nenhum comentário: