FRANÇOIS SCHUITEN: "SEUS SONHOS RETRO-FUTURISTAS FORAM REALIZADOS EM ARREBATADORA E METICULOSA ARTE SEQUENCIAL QUE TODOS PODEM EXPLORAR"

[NFN DIÁRIO #211]                                        * * *                                                [15/4/2013]

Paul Gravett [+], no seu próprio site, analisou a VIDA E OBRA de François Schuiten, quadrinista belga que desenhou Les Cités Obscures, com roteiros de Benoît Peeters [um deles está com 'bargain price' na Amazon; de nada].

Schuiten é um artista a pleno vapor, cuja obra não conhece limites, expandindo-se para além da página impressa em todas as direções: de designs para filmes como a animação Taxandria de Raoul Serais e os filmes Toto le Héros e o erótico Gwendoline, até a chamativa decoração metálica da plataforma estação de metrô de Arts & Metiers, em Paris. Em 2012, Schuiten segui carreira solo para produzir La Douce, a sua graphic-novel em tributo à celebrada locomotiva e aos seus engenheiros e projetistas. Um constante inovador, Schuiten trabalhou com a Dassault Systèmes, desenvolvendo um software de realidade aumentada que permite que os leitores ativem gráficos animados do trem em uma página impressa através da webcam de seus computadores, mudando a sua velocidade enquanto ele ruge através da paisagem. 

Nenhum comentário: