CHRIS CLAREMONT: "É TUDO UMA AGLOMERAÇÃO GRANDE E HOMOGÊNEA"

[NFN DIÁRIO #200]                                        * * *                                                [28/3/2013]

Chris Claremont, o cara que escreveu X-Men por vinte anos [incluindo aí os ANOS DOURADOS dos personagens, com desenhos de John Byrne [+]] deu essa entrevista para Jason Tabrys, do CBR

Prepare-se: o homem é tão verborrágico em pessoa quanto em seus roteiros. Especificamente sobre a sua fase na série mutante, Claremont falou:

Outra coisa a se ter em mente é que a percepção geral do cânone era fundamentalmente diferente, e eu quero dizer fundamentalmente, quando eu estava escrevendo a série e no que se desenvolveu nos vinte anos seguintes. Os X-Men, sim, eles eram mutantes, eles eram temidos e excluídos pelo mundo que juraram proteger, mas eles também eram uma minoria. O argumento era, na população em geral, não existiam mais do que, talvez, algumas centenas de pessoas com esses poderes. Potencialmente, existiam milhares, mas nós estamos falando de crianças crescendo. Nenhum desses poderes ou habilidades iria se manifestar até que eles chegassem à adolescência, o que significa que você tinha um período de treze anos de vantagem antes de qualquer coisa.

Nenhum comentário: