EVAN DORKIN: "FOI UMA GRANDE APRESENTAÇÃO PARA A INDÚSTRIA DOS QUADRINHOS: SEM IMPRESSÃO, SEM ARTE, SEM CHEQUE"

[NFN DIÁRIO #170]                                        * * *                                                [5/2/2013]

Christopher Irving entrevistou o quadrinista Evan Dorkin para a revista Creator Owned Heroes #7 e postou a postou em seu site, Graphic NYC. Dorkin é um quadrinista americano, ex-funcionário de comic-shop, que debocha do "fanboyismo", escritor da série Milk and Cheese [isso aí do lado], Dork, e, na TV, de alguns episódios de Spaceghost Coast to Coast e Superman: The Animated Series.

Depois de tentar surfar no boom de gibis alternativos em preto-e-branco dos anos 80 pós-Tartarugas Ninja, Dorkin desenhou a sua primeira história para a DC:

Consegui o meu primeiro trabalho na DC na No Talent Showcase em 1984, que nunca foi impressa. Desenhei uma história de 13 páginas que esse cara, Alan Rowlands, escreveu", Evan diz. "Alan tinha conseguido alguns trabalhos de fill-in para a DC e a Marvel, na época em que eles faziam edições fill-in quando perdiam um prazo ou precisavam de algo para colocar em uma antologia. Ele me levou lá e consegui o trabalho na New Talent, e tanto os meus desenhos quanto o meu cheque foram perdidos. Paul Levitz literalmente encontrou a minha arte perdida quando eu estava no escritório fazendo World's Funnest quinze anos depois. Ele entrou no escritório onde eu estava sentado e ele disse 'Evan Dorkin ainda faz alguma coisa para nós?'. Estava sentado bem ali, no escritório do [editor] Joey Cavalieri [+] (o que mostra como sou bem conhecido na indústria). Levei a arte pra casa e rasguei tudo, porque era horrível, muito horrível. O meu cheque tinha caído atrás de uma porta e eu não recebi em uns dois meses".

Nenhum comentário: