CRUMB E ALBERT MORSE, O ADVOGADO DAS ESTRELAS [DO UNDERGROUND]


[NFN DIÁRIO #181]                                        * * *                                                [22/2/2013]

O The Comics Journal, através das hábeis mãos de Bob Levin, publicou mais um trecho de sua edição #302 -- especificamente, de uma matéria sobre Robert Crumb e Albert Morse, o advogado preferido dos quadrinistas underground [falecido em 2006].

O ponto de partida é uma ação ajuizada por Crumb contra a Amazon, em dezembro de 2005, por infração aos seus direitos autorais sobre o seu desenho Keep on Truckin' [aí do lado], meio que usado pela loja em pesquisas que retornavam sem resultado [assim].

A CONTROVÉRSIA propriamente dita está em uma entrevista de Crumb, conduzida por Gary Groth, em abril de 1988, no qual o próprio afirmava com todas as letras que não tinha mais qualquer direito sobre o desenho -- por culpa, precisamente, a incompetência de Albert Morse:

Naquela entrevista, Crumb descreveu uma ação judicial de quinze anos antes, que acabou com outra corte federal declarando "Keep on Truckin'" em domínio público. Sob certo aspecto, Crumb disse, a decisão aconteceu porque ele tinha desafiado Morse, que descreveu como sendo um "cara retorcido" e "babaca" por se recusar a testemunhar contra uma editora, que, ao usar o desenho em um cartão de visitas sem ser notificada por infração aos direitos de autor, potencialmente fez com que ele entrasse em domínio público. E, sob outro, a decisão aconteceu porque Morse foi "grosso e sem tato" ao antagonizar o juiz. Mesmo que Morse tenha dito para ele que existia uma fortuna em disputa, Crumb disse, se recusou a recorrer. "Isso meio que acabou com a minha relação com ele", disse a Groth. "Na verdade, ele parou de advogar depois que tudo isso acabou".

Mas isso é só o início: o resto é uma espécie de perfil de Morse, que parece ser mais personagem do que advogado.

"Excelentíssimo, de que forma eu poderia estar errado?
Você não viu a minha barba? Você não viu o meu cachimbo?"

Nenhum comentário: