KEIJI NAKAZAWA E OSAMU TEZUKA

[NFN DIÁRIO #152]                                        * * *                                                [10/1/2013]

No outro dia, fiz uma postagem longa no MEMÓRIA sobre Keiji Nakazawa [+], recentemente falecido, e Gens, Pés Descalços [+], a sua principal hq [e primeiro mangá a ser publicado nos EUA, em 1978].

O The Comics Journal sentiu a mesma VIBE REMEMBERS e publicou, no site, uma entrevista que Nakazawa deu para a edição #256 da revista, em outubro de 2003.

Nakazawa comentou como descobriu os mangás. Como você deve imaginar, Osamu Tezuka [+] é o principal fator da equação:

GLEASON: Quando você descobriu as hqs ou começou a desenhar?

NAKAZAWA: Acho que foi quando eu estava na terceira série, mais ou menos em 1948, quando eu vi pela primeira vez a hq Shin-Takarajima [New Treasure Island] de Osamu Tezuka. A primeira vez que ouvi falar dela foi quando um dos meus colegas de aula conseguiu uma. Fiquei incomodando ele para que me emprestasse a hq, mas ele não me emprestava. Queria tanto conseguir uma. Então eu economizei o meu dinheiro de vender sucata e finalmente comprei o meu exemplar. Passava todo meu tempo livre lendo ela uma e outra vez.

GLEASON: Você tinha ouvido falar de Tezuka antes disso?

NAKAZAWA: Não, nunca.

GLEASON: Porque você queria tanto a revista?

NAKAZAWA: Nós não tínhamos nada mais para nos divertir naquela época. Os quadrinhos eram novos e empolgantes. Além disso, nunca tinham existido revistas grandes e grossas, do tamanho de um livro, como Shin-Takarajima antes, apenas gibis muito menores. Só o formado já era algo empolgante para mim.

GLEASON: Então era como os grandes mangás semanais que nós vemos hoje em dia, como Shonen Jump?

NAKAZAWA: É, mais ou menos 250 páginas. O do Tezuka é o primeiro mangá que eu lembro ter visto, e foi com isso que eu cresci.

Nenhum comentário: