"VARIAS DE SUAS HISTÓRIAS SÃO CONTADAS DESDE O PONTO DE VISTA DE UM HOMEM MORTO OU QUE ESTÁ MORRENDO"

[NFN DIÁRIO #142]                                        * * *                                                [21/12/2012]


Paul Morton, do Full Stop, resenhou Corpse on the Imjin [+], de Harvey Kurtzman [+]. Coordenadas técnicas:

Você conhece Kurtzman como um lendário humorista, o criador da Mad. Mas ele era mais do que um humorista anárquico. Outubro passado, como parte de uma nova série de republicações da EC Comics, a Fantagraphics lançou uma nova coleção dos quadrinhos de guerra de Kurtzman, Corpse on the Imjin. O livro inclui os gibis que ele escreveu para os títulos Two-Fisted Tales e Frontline Combat da EC Comics, entre 1950 e 1953. Ele desenhou mais ou menos a metade deles. A maioria é focada na então muito-contemporânea Guerra da Coréia, mas também existem algumas histórias de época pungentes. Todos eles são da era dos quadrinhos pré-Comics Code, e as histórias são sangrentas. Kurtzman foi muito influenciado pelos finais surpresa de O. Henry e várias de suas histórias são contadas desde o ponto de vista de um homem morto ou que está morrendo. Uma história sobre os Rough Riders de Teddy Roosevelt acaba com um homem sendo devorado vivo por caranguejos. A história do título da edição retrata um homem sendo afogado pelo seu rival com as suas próprias mãos por seis quadrinhos. A sua cara incha, espicha. O seu corpo emerge da água, estranho e deformado.

                  

Nenhum comentário: